Celebridades « Claudia Dantas Mua
Celebridades

Olá meninas! Como vão vocês?

Apesar de ter estado de férias e descansando, senti muita falta de poder falar com vocês. Queria, principalmente,  escrever e contar todas as últimas novidades dos meus cursos, passeios, vídeos, resenhas e, tudo que se refere ao mundo feminino.

Bem, como vocês devem ter visto nas minhas redes sociais, aproveitei as férias com meu marido. Viajamos aos Estados Unidos. Temos amigos e parentes por lá. Sendo assim, sempre que é possível, damos um jeitinho para uma escapada.(rsrsr)

Aguardem, minhas queridas, pois mais para a frente, farei os “posts” sobre as férias e, mostrarei as cidades nas quais ficamos: Las Vegas e  Nova Iorque, embora Nova Iorque, vocês já venham conhecendo comigo, através dos “posts” anteriores, uma vez que contei todos os detalhes sobre as oito semanas que estive por lá. Querem dar uma recordada? Minhas últimas semana em Nova Iorque.

Então, quem me conhece, sabe muito bem, que eu não consigo ficar totalmente inerte, parada, desligada de tudo, simplesmente porque estou descansando. Usei e abusei dos livros, os quais estava desejando ler há muito tempo. Sim… Eu tenho uma “Wish Book”, ou seja, uma “Wish List”, uma espécie de lista dos livros desejados e, que vemos nos sites de compras. Chamo assim porque é algo que quero muito e, à medida que posso, vou adquirindo e retirando-os da lista. Vale citar que estão organizados por prioridade de interesse.

Assim sendo, é óbvio que antes de viajar, passei a mão em “dois livros”. Um, eu leria, com certeza e o outro, seria uma reserva. Não sabemos se teremos tempo livre, além do esperado.

Um deles que recomendo é  “Champagne Supernovas”, escrito por Maureen Callahan. É editora e escritora especializada em cultura pop e moda. Trabalhou para o “New York Post” e já escreveu para “New York Magazine”, “Vanity Fair” e outras mídias.

 

claudia-dantas-makeup-artist-champagne-supernovas 01

 

O livro foi lançado nos Estados Unidos em setembro de  2014 e chegou aqui, em agosto de 2015. Estava muito curiosa para lê-lo. Estava no topo da minha “wish list”.

 

claudia-dantas-makeup-artist-champagne-supernovas-02

 

O livro aborda a História da moda, na década de 90, narrada a partir de três dos seus maiores ícones: Kate Moss, Marc Jacobs e Alexander McQueen. Todos com personalidade forte e única que redefiniram os significados de conceitos e tendências.

 

claudia-dantas-makeup-artist-champagne-supernovas-05

 

A década de 90 foi muito intensa para a moda, foi a quebra de tabus ditados por muitos anos. Até os anos 80, a moda era das ditadoras “ombreiras” rsrs e, vinham com supermodelos. Assim que elas eram chamadas: Claudia Schiffer, Cindy Crawford, Linda Evangelista, Naomi Campbell e Christy Turlington eram tidas como deusas do Olimpo.

Foi então, que houve a ruptura. Começava a valorização do estilo “street wear” e “grunge”. Nada mais do que a moda de rua apresentada nas passarelas. As maravilhosas modelos não faziam mais contexto para as mudanças que cada vez viam mais forte. O que era considerado “underground” (submundo) e alternativo, surgiam nas principais passarelas do  mundo da moda, como “up” (algo, realmente, para cima).

 

claudia-dantas-makeup-artist-champagne-supernovas-03

 

Tenho um carinho especial para com, os anos 90. Lembro muito bem desta mudança. Era a minha transição do Ensino Médio (Colegial, na época) para a Faculdade, onde me libertava das ombreiras, as quais nunca gostei . Poderia aproveitar os vários estilos de roupas, principalmente porque frequentava uma Faculdade e, a vestimenta era liberada. Eu era muito magra e, não tinha nada a ver com a outra década. Sentia-me bem usando as roupas mais leves, soltas, jogadas. Combinava perfeitamente com o meu estilo.

Outro acontecimento, que marcou esta década, foi a realização de um sonho: Abri o meu Salão de Beleza com minha irmã.

Neste contexto, surgiram as “antimodelos” que tiveram como representante, a modelo inglesa Kate Moss, que tinha o estilo “heroin chic” ( Heroína, droga propriamente), foi marcado pelo surgimento das modelos pálidas, excessivamente magras, com expressão nada saudável e, que representavam uma resistência às modelos curvilíneas e mais “luminosas” como Cindy Crawford.

Kate Moss foi descoberta pela fotografa Corine Day, responsável por vários “looks”. Não só de Kate Moss, mas como de outras  modelos em intimidades grotescas: depois dos desfiles, fumando, transando e drogando-se. Corine Day queria mostrar este submundo, o podre que existia na vida das modelos e celebridades. Tudo isto fica bem claro na narração do livro.

 

claudia-dantas-makeup-artist-champagne-supernovas-04

 

É um mergulho interessante nos anos 90. Uma leitura prazerosa e rápida, não só para quem goste de moda, mas também quem apreciaria uma recordação do período que transformou a visão do mundo. E nada mais gostoso, do que ver esta transformação através dos ícones que reinventaram a moda. Os três são os maiores representantes deste mundo marginal.

Alexander McQueen, foi o último gênio de inventividade, antes da mercantilização da moda. Dos três, ele era considerado o mais “submundo”, devido os seus próprios problemas pessoais. Ele sempre quis ser o provocador. Tinha uma atração pelo sinistro e pelo perigo. Era uma alma perturbada, mas um gênio. Infelizmente, por ser tão excêntrico tirou a própria vida.

Foto reprodução de Alexander McQueen.

scan02.tif

Kate Moss, a representante fiel da década. Hoje encontra-se aposentada, mas por causa dos escândalos, perdeu muito prestigio no mercado. De vez em quando, faz alguns trabalhos.

Foto reprodução da revista Interview.

Interview-Magazine_Kate-Moss_FTAPE.COM_

Marc Jacobs, começou muito cedo a sua carreira de estilista. Mesmo quando foi demitido da marca “Perry Ellis” não se abateu e continuou com o seu ideal de transformação. Ele é o único que está na ativa, até os dias de hoje. É o mais influente estilista, atualmente, responsável pelas marcas “Marc Jacobs” e “Marc by Marc Jacobs”.

Foto reprodução de Marc Jacobs.

Marc Jacobs 1

O livro chega a descrever no final dos anos 90, uma outra mudança que estava surgindo e, como modelo, a escritora cita a nossa brasileira Gisele Bundchen “ …Gisele Bundchen só estava na cena, havia um ano e estava virando uma superestrela, uma deusa bronzeada e atlética reminiscente das amazonas dos anos 1980.”

Gisele  estreou no mundo da moda no desfile de Alexander McQueen, “ The Golden Shower” (Chuva Dourada), na Inglaterra.

Vídeo: desfile de Gisele.

Bem, meninas.

Espero ter despertado em vocês a vontade de ler esta maravilhosa narrativa, contada a partir de três Histórias verídicas do mundo da moda.

Gostei muito de ter iniciado o meu primeiro “post” de 2016 com um livro, principalmente, porque falava de moda, o que tem tudo a ver com beleza, Não é o que gostamos?

Por isto, sugiro esta leitura fácil, gostosa e tão rica em conhecimento humano.

Gostaria muito que, depois, vocês me dessem um “feedback” sobre o livro e, se por acaso você já leram, expressem a sua opinião. É muito importante para mim.

Muito obrigada pela atenção e carinho.

Um feliz 2016 para todos nós!

Mil beijos!

Compartilhar:

Olá, mocinhas. Vocês se lembram que eu estive na feira Beauty Fair e participei do workshop no segmento de maquiagem? Se você perdeu esse post, clique aqui e dê uma recordada.

Pois bem, nesta segunda-feira chuvosa, decidi chegar cedo por dois motivos: o trânsito próximo à feira fica horrível após às 10:00 da manhã, e, também, queria aproveitar para tirar muitas fotos da entrada e do local, para que vocês que nunca foram, pudessem visualizar o tamanho do evento.

Porém, não fui a única a pensar desta maneira… Ao chegar no Expo Center Norte, por volta das 8:30, chegou junto comigo uma multidão rsrs.

Vocês nem imaginam o que me aconteceu 😱. Tudo estava indo mil maravilhas, mas um incidente tirou meu chão! Perdi o meu cartão de memória da minha máquina profissional, snif, snif :(. Ainda bem que tirei fotos com meu celular, por que o que tenho de documentos são apenas essas imagens que mostrarei para vocês. Mas, tudo bem, tem coisas piores que ocorrem na vida.

Por ter chegado cedo, tive a oportunidade de tirar fotos legais mostrando como a feira é montada. A feira possui 5 pavilhões, sendo que o amarelo tem a sua entrada do outro lado, exclusiva para os táxis e desembarque de produtos. Os pavilhões são nas cores: azul, branco, verde, vermelho e amarelo.

Pavilhão Azul:

Conforme foi se aproximando do horário de abertura da feira, a galerinha antenada já formava filas.

A Beauty Fair se preocupa muito com a qualidade dos palestrantes e professores, por isso trouxeram profissionais internacionais e nacionais que se destacam em diversos segmentos. A cada ano que passa o nível está sendo elevado, e, consequentemente, nós, que somos os congressistas, temos cada vez mais prazer de participar do evento. E volto a repetir:

 Este ano a administração da feira está de parabéns!

Todo ano a feira tem um tema a ser abordado para os segmentos de beleza; e neste ano o tema foi DEEP SUMMER. A propaganda foi muito criativa, com fotos maravilhosas.

“Deep Summer é a tendência de tudo que nos remete ao mar. São as cores que aparecerão em nosso verão de 2015 e 2016”.

Um visitante, congressista que se preze, tem que ter na mochila, ou bolsa, kits essenciais para passar o dia, como: barrinha de cereais, uma fruta, bloquinho de anotações, caneta, remédio para dor de cabeça, band-aid, caso necessite, cartões de visitas, e se não levou uma garrafinha de água, assim que ver um quiosque, garanta a sua, porque nem sempre você vai achar um por perto na hora da sede. E o mais importante: deixe os sapatos de salto alto para quando não for andar tanto, porque a feira é uma maratona rsrs.

Este ano a feira colocou à disposição um aplicativo que me ajudou muito! Continha todos os expositores por ordem alfabética e os respectivos setores, uma parte para adicionar aos favoritos, ficando fácil encontrar cada um através do bluetooth, pela localização do celular. Show de bola, amei! Além disso, o aplicativo contava com uma parte a ser utilizada como bloco de anotações. Estava tudo perfeito! Por causa do aplicativo, consegui fazer tudo no menor tempo possível e o principal: não me perdi, porque eu com um mapa em mãos ou não, me perco do mesmo jeito rsrs.

Às 10:00 horas em ponto, abriram-se os acessos aos pavilhões. Estava pronta para mais um dia de longas caminhadas com sapatilhas confortáveis.

O meu interesse era ver as novidades no segmento de maquiagem, como os estantes da Vult e da Dailus, sendo que ambos lançaram vários produtos na feira, os quais estariam a venda depois do evento.

O estande da Vult era colossal; lindo com dois pisos, e os seus lançamentos foram: a linha de Batons Stick Matte, a linha possui 12 cores, linha de batons líquidos matte ganhou 8 cores novas, inclusive um deles eu ganhei, linha de batons convencionais recebeu mais quatro cores; para a pele lançou a base Ultimate Finish, de acabamento matte com cobertura alta, com 7 tons para facilitar a escolha para cada tipo de pele; na linha de blushes compactos, ganharam três novas cores e dois mosaicos, um mais rosado e um bronzer; na linha de esmaltes, lançou 12 cores lindas com francos maravilhosos; na linha dos olhos, lançou a Total Black, que são lápis kajal, lapiseira, delineador líquido e iluminador para sobrancelhas; na linha dos cílios, o rímel Super Lashes, que promete alongamento, volume e definição, e a outra marca é a Bombástic Volume; na linha de pincéis, lançou o higienizador de pincéis; na linha de sombras, vem com paletas lindas e cores fantásticas, que eu não vejo a hora de chegar na lojas; e lançou também o Duo de sobrancelhas e o curvex.

Uma grande novidade da marca é que eles vão entrar no shopping com quiosques, os quais já vi no Shopping Paulista, em São Paulo.

O estande da Dailus foi arrasador, gritaria babado e confusão! rs

Começando com uns piratas que eram de virar qualquer pescoço rsrs. Os seus lançamentos são todos bem coloridos. Na linha das sombras, lançou 3 paletas formadas por cores e misturas de sombras cintilantes (3D) e opacas; a linha de Batom Pop são 5 coleções: Pop Art, Pop Clean, Pop Magic, Pop Kiss e Pop Glam. Ao total são 50 cores, meu Deus!! Não é para qualquer um lançar tantas cores. Na linha de sobrancelhas, foi lápis para sobrancelha com 3 tonalidades; na linha de esmaltes, lançou 3 coleções da Realce com os mesmos temas das paletas de sombras: Navio Pirata, Toque de Verão e Mar Mágico, e, claro, o higienizador de pincéis.

O estande da Klass Vough teve um lançamento importante, porque, até o momento, se alguém quisesse ter pincéis específicos para contorno e highlighting – iluminação –  era só a marca internacional da Sigma que possuía, mas, graças a Deus, agora temos pincéis com a mesma qualidade dos importados! A marca lançou a linha Sharp – composta pelos pincéis Face TF-01 e Highlighting TH-01, com cerdas em formato cônico que permitem uma aplicação mais precisa do produto na hora de fazer a maquiagem em determinadas regiões do rosto. Tenho loucura em adquirir pincéis, e particularmente gosto muito da marca. Quando comecei a estudar maquiagem, a Klass Vough foi o meu primeiro kit profissional 👍.

Gostei muito do estande da Temptu Brasil e feliz em saber que eu poderia repor qualquer peça ou pigmento caso viesse a precisar.

A Feira era um agito só, com shows de um estande mais alto que o outro.

Eu mesma peguei dois brindes rsrsrs.

Os produtos de maquiagem estavam só como demostração; uma pena… snif snif. Fiquei com gostinho de quero mais. Mas não perdi as esperanças. Fui passear no setor de estética, porque sou atraída por esse segmento. Tinha um estante que queria muito conhecer, o da Bioage, por causa do pó à prova d’água. A vendedora colocou água para eu ver que o produto era impermeável, e era mesmo… Fiquei de boca aberta 😱. Não resisti e levei para casa também uma máscara facial que tem a função de devolver até 8 horas de sono mal dormida que é simplesmente tudo de bom! Logo mais resenharei para vocês 😉 

Meninas, não se preocupem porque contarei tim-tim por tim-tim sobre os testes dos dois produtos que comprei e dos que ganhei da Vult.

Ah, eu estava lá fazendo a minha compra, quando começou uma gritaria e uma agitação próxima ao meu estande; era o Dr. Rey. Foi difícil tirar uma foto dele, por dois motivos: de tanta gente fazendo o mesmo que eu, e por causa dos 4 seguranças que, de tão grandes que eram, tampavam a minha câmera rsrs.

Bem, e assim termino mais um ano de Beauty Fair Internacional. Muito feliz, porém cansada, morta… rsrs.

Se você foi a feira, conte para a gente a sua experiência. E até o ano que vem!

Não se esqueça de visitar o meu site profissional: www.claudiadantasmakeup.com.

Mil beijos e nos vemos no nosso próximo encontro.

Compartilhar:
Claudia Dantas, maquiadora, canceriana, casada e vive entre Santos e São Paulo. Ama sua cachorrinha, estudar e viajar. Nas horas vagas, adora cozinhar.
Instagram
© Copyright 2016 | claudiadantasmua.com | Login
Site desenvolvido por